O Pantanal muda de cenário a cada estação! A região, que é a maior planície alagável do mundo, é regida por ciclos de chuva e seca que interferem totalmente na paisagem. Portanto antes de embarcar é preciso decidir qual é a melhor época para os passeios que deseja e planejar sua viagem nas condições ideais.

 

Período de seca: de maio a setembro. A estiagem é a melhor época para ver os animais pantaneiros.

As chuvas cessam, a água que inundava a planície passa a ser cada vez mais escassa dando lugar ao campo e se concentra em pequenas poças onde os mamíferos saem em busca de alimento e se amontoam para matar a sede. As aves começam a estação de acasalamento e se encontram com uma plumagem exuberante para tentar conquistar um companheiro. As árvores perdem as folhas para economizar água e o que antes era uma paisagem verde e exuberante se torna marrom e árida.

É a melhor época para avistar a diversidade da vida selvagem que há nesse santuário ecológico, fazer safaris fotográficos, focagem noturna de animais, caminhadas ecológicas em busca de um contato mais próximo com a natureza, passeios para contemplar a vida no campo e manejo do gado.

O período também coincide com a florada dos ipês rosa e amarelos em meados de agosto, um dos eventos mais marcantes do ano onde a planície do Pantanal fica colorida por umas semanas.

Período das chuvas: de outubro a maio. Época das cheias, a beleza das águas salta os olhos dos visitantes.

Quando a paisagem está extremamente seca, começa a estação da cheia trazendo a água que renova a vida. As plantas, revigoradas, voltam a produzir folhas e tudo fica verde novamente. As aves, que se acasalaram durante a seca, se aproveitam da época de fartura para alimentar seus filhotes. As terras mais baixas são ocupadas completamente por um espelho d’água. Os mamíferos vão para lugares mais elevados, deixando os campos alagados para cegonhas, patos, jacarés e peixes que procuram por alimento entre as plantas aquáticas multicoloridas que começam a se desenvolver. É o período que mais caracteriza o pantanal.

Os barcos podem percorrer caminhos longos e rotas diferentes, os passeios a cavalo ou em veículo 4x4 se tornam mais emocionantes, e ainda admirar num passeio de canoa o pôr do sol pantaneiro que nessa estação se torna ainda mais bonito graças ao espelho formado pela água que inunda a planície (excelente para fotografias de paisagem).

O acesso as pousadas e hotéis da região é mais difícil durante essa época. Boa parte das estradas ficam alagadas e o transporte tem que ser feito em veículos especiais e em alguns lugares só se chega de barco ou avião particular.

A maioria das fazendas onde se pode hospedar para conhecer o Pantanal não só oferecem boa infra-estrutura e atendimento ao turista como também apresentam conscientização ecológica e a cultura pantaneira. De barco, a cavalo e a pé, você vai apreciar o vôo das garças, tuiuiús e colhereiros, ver as cores das araras e dos tucanos, encantar-se com o andar dos cervos do pantanal, capivaras e ariranhas, escutar o sons dos bugios, admirar as sucuris e os jacarés e quem sabe ver uma onça-pintada em meios aos campões

1
×
Olá!
Esta precisando de ajuda?